Encontro com a escritora Rosário Alçada Araújo

Também em Maio, na escola de Rio de Mouro nº2 recebemos a escritora Rosário Alçada Araújo!
Teve uma linda recepção de boas-vindas,  alunos a tocarem flauta, ensaiados pela professoras curriculares.
De seguida, deslocou-se à biblioteca e assistiu a algumas representações feita pelos alunos com base nas suas obras: “A árvore dos rebuçados”” Brincar às escondidas…” ” “O dia em que o meu meu bairro ficou de pantanas.”
Mais tarde, os alunos  colocaram-lhe várias questões sobre a sua vida.
Todos os alunos estavam entusiasmados pois as obras da escritora tinham sido trabalhadas ao longo de várias semanas. Os trabalhos estavam expostos e a convidada ficou muito contente por ver tanta criatividade e imaginação,  inspirada nos seus livros.
Fica a esperança de que este dia vivido, reforce e estimule o leitor que está em cada uma das nossas crianças! Continuação de boas leituras…
Rosario-Araujo1-copylivrosrosarioalc3a7adaaaraujo

04/07/2016 at 18:05 Deixe um comentário

Encontro com a escritora Maria de Lourdes Soares

No passado mês de maio tivemos a honra de receber a escritora Maria de Lourdes Soares nas escolas de Rio de Mouro nº1 e na da Serra das Minas nº2  Esta escritora nasceu em Luanda em 1942 e foi professora e formadora de professores, no entanto deixou a carreira docente para se dedicar à escrita.

Os alunos concentraram-senas respetivas Bibliotecas Escolares e apresentaram alguns trabalhos sobre algumas das obras da autora trabalhadas nas aulas: A Borboleta Leta, A Família Soluas e Branca de Neve e Rosa Vermelha.
Após o diálogo enriquecedor que a escritora Maria de Lourdes manteve com as

crianças. No final houve a sessão de dedicatórias.

Mª Lourdes Soares
Todas as crianças gostaram deste encontro. Foi mais um momento agradável e enriquecedor a nível pessoal e cultural!

04/07/2016 at 17:46 Deixe um comentário

RAMA. O elefante azul visitou o pré-escolar….

Mais um livro infantil, um livro que foi muito lido por crianças de há mais de quatro décadas e que hoje continua a agradar; um livro escrito por uma excelente escritora e iluatrado por uma talentosa artista plástica, foi lido aos meninos do Jardim de Infância, falo de… “Rama, o elefante azul” é um livro já antigo (1970), de Isabel da Nóbrega, ilustrado por Leonor Praça, , que nos conta uma história de emancipação infantil, de assumir responsabilidades, de ser capaz de agir sem a presença dos pais, de se preocupar com os outros e a natureza.

“” Era uma vez um elefante muito pequeno que vivia muito contente na floresta com o pai e com a mãe.
Depois os pais tiveram de ir fazer uma viagem, a uma outra floresta, lá para o Norte, e despediram-se do filho, Rama, entregando-lhe uma pilha de recomendações e conselhos.
Passaram muitos dias, Rama ia crescendo, às vezes usava os conselhos dos pais, outras tinha de decidir ele próprio os seus actos, e assim se ia fazendo um bonito elefante e um bicho adulto. Os animais seus vizinhos e até alguns da sua família tinham muito boa opinião a seu respeito, mas Rama não se chegava a nenhum deles e queria descobrir tudo sózinho, sem indicações de ninguém.
Os dias continuavam a passar. Rama tratava da sua vida, procurava alimento, renovava a erva que se chamava capim e que era a sua caminha, para que fosse sempre fofa e passeava, passeava, porque queria descobrir o mundo.
Mas um dia, de repente, sentiu uma grande tristeza. Dos seus pequenos olhos de elefante rolaram oito lágrimas. Acabara de descobrir uma coisa muito triste e para a qual parecia não haver solução. É que ele fazia mal sem querer! Destruía sem querer! Ele que tanto gostava de ajudar os outros animais, afinal, só pela simples razão de existir, prejudicava outros seres vivos. […]”” Mas com a ajuda de outros animais ele vem a perceber que não era bem assim, a encontrar soluções e a enfrentar o mundo, conformado com o seu ser.
Um livro que as crianças adoram porque lhes permite arranjar forças para ousar separarem-se e para ousar enfrentar as tristezas.

RAMA

04/07/2016 at 16:47 Deixe um comentário

O LEÃO E O CANGURU

O Leão e o Canguru, dois amigos inseparáveis, encontram-se para uma ida à praia. O Sol está lindo e o mar tranquilo. Até que... SOCOOOOOORRRO!   A onda levou-os e até à areia. Eles nem queriam acreditar que estavam salvos.  Esta história diz-nos que temos de ter cuidado com as ondas!   foi contada aos alunos do Jardim de Infância e do 1º ano.

08/04/2015 at 11:10 Deixe um comentário

UM LOBO CULTO

Para os alunos do 1º ano e 2º ano foi lida e ouvida a história de UM LOBO CULTO

Explorando a conotação do “lobo mau” no universo da literatura para a infância, o autor desta história infantil constrói uma narrativa onde a fome de leitura e de livros parece sobrepor-se à natureza carnívora e predadora deste animal. Deste modo, assistimos a uma narrativa onde são narradas as diferentes etapas de formação do leitor, desde a alfabetização à compreensão leitora capaz de proporcionar prazer e fruição. O lobo, motivado por vários animais que também surgem como leitores compulsivos, transforma-se, paulatinamente, num exímio contador/leitor de histórias, ganhando o respeito e admiração dos seus novos amigos, com os quais compartilha o prazer da leitura e as viagens fantásticas que ela proporciona.

08/04/2015 at 11:02 Deixe um comentário

O BEIJO da PALAVRINHA

 Nesta história, Mia Couto, na sua forma típica de escrever, fala-nos de dois irmãos que nunca viram o mar. No entanto é ele que poderá salvar a menina de uma doença incurável.
Os desenhos são de Danuta Wojciechowska, ilustradora canadiana que vive e trabalha em Portugal.
As cores quentes de África misturam-se com os azuis do mar e do rio. Trazem os cheiros e os sons desse mundo pobre.
Um livro triste, mas que traz as palavras no coração.
-Eis minha mana poeirinha que foi beijada pelo mar.
E se afogou numa palavrinha.”

É um livro infantil, mas que é simplesmente lindo…se é só para crianças, então sejamos todos crianças para podermos perder-nos nas palavras e nos desenhos que ilustram a vida de Maria Poeirinha.

08/04/2015 at 10:57 Deixe um comentário

A MENINA GOTINHA DE ÁGUA

“A Menina Gotinha de Água” de Papiniano Carlos, com o objectivo de mostrar a importância da água. A gotinha passa o tempo numa constante aventura e sempre em transformação! Ora está nas nuvens, ora está junto das flores, ora bem dentro da terra. Ajuda pessoas e animais e tem muitos amigos: os peixes, a formiga, o moleiro, o pastor, o vento…

Esta história, escrita em poema, foi lida e estudada pelos os alunos do 2º ano.

08/04/2015 at 10:49 Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos